domingo, 9 de agosto de 2009

"Façam o favor de ser felizes."

Foi com enorme tristeza que ontem recebi a noticia que o Grande Coração de Raúl Solnado deixou de bater. Escrevo Coração com um C maiúsculo porque Raúl Solnado era grande de Coração como Ser Humano que ele foi.
É nestas alturas que verificamos o quão a nossa vida é efêmera e que não devíamos de preocupar com mesquinhez e hipocrisia de terceiros.
Mas efêmera não é de certo o legado deste pequeno Grande Homem que nos deixa algum tão precioso como a sua obra, a sua solidariedade, a sua boa disposição e o seu sorriso.


Bem hajas Raúl Solnado e obrigada por me fazeres sorrir.


(Amigo Pinguim, lembro-me sim da música que mencionas-te. Uma letra que continua a ser tão actual como na altura em que ela foi escrita.)


Raúl Solnado - "Português, ó malmequer"






Português, ó malmequer
Em que terra foste semeado?
Português, ó malmequer
Cada vez andas mais desfolhado

Malmequer é branco branco
Que outra cor querem que escolha
Se te querem ver bonito
Por que te arrancam as folhas?

Por muito humilde que sejas
Malmequer ó meu amigo
Lá vem o dia da espiga
Que tens honras de trigo

Português, ó malmequer
Em que terra foste semeado?
Português, ó malmequer
Cada vez andas mais desfolhado

Malmequer tens pouca flor
Mesmo assim és um valente
Antes ser dez réis de flor
Do que ser dez réis de gente

És uma flor do povo
Vem do povo a tua força
Estás bem agarrado à terra
Não há vento que te torça

Português, ó malmequer
Em que terra foste semeado?
Português, ó malmequer
Cada vez andas mais desfolhado

Malmequer ou bem-me-quer
És a flor mais desprezada
Uns com muito, outros com pouco
E a maioria sem nada

És branco da cor da paz
Mas seja lá por que for
Há para aí uns malmequeres
Que andam a mudar de cor

Português, ó malmequer
Em que terra foste semeado?
Português, ó malmequer
Cada vez andas mais desfolhado

Regam-te a seiva com esperança
Mesmo assim não és feliz
Há muitas ervas daninhas
Que te atacam a raíz

Malmequer se fores regado
Num dia de muito Sol
Cresce, cresce, cresce, cresce
Para seres um girassol

Português, ó malmequer
Em que terra foste semeado?
Português, ó malmequer
Cada vez andas mais desfolhado


8 comentários:

Joana é o meu nome disse...

uma perda enorme...

pinguim disse...

Obrigado por este vídeo.
Beijinho.

Angel disse...

Deixo uma Flor..e um beijinho fazendo sem duvidas o favor de ser Feliz..beijinhos para ti sempre com muitos Sonhos..

Secreta disse...

De facto uma pessoa com um Coração Único!
Beijito.

Dantins disse...

Era um dos actores que nais admirava, pela sua simplicidade, profissionalismo, expontaneidade e humor.

Fica a saudade, mas sobretudo fica a sua obra e o seu trabalho.

Bjos e boa semana.

Smile disse...

Amigo e Amigas
Este senhor era único e nunca o esqueceremos.
Beijinhos


Joana
Obrigada pela tua presença e pelo teu comentário. Benvinda.
Bjs

Jacarée disse...

HOMEM IMORTAL!

Que ficara para sempre no meu pensamento.

De facto,
o pais ficou,
mais
pobre.

Bejss

Smile disse...

Jacarée
Ficará sempre no nosso pensamento.
Beijinhos