domingo, 28 de setembro de 2008

A Natureza

Vi este anúncio da Quercus na televisão e despertou-me a atenção. Normalmente quando há publicidade a tendência é mudar de canal ou aproveitar para fazer algum. Não tenho a certeza, mas penso que o anúncio já dá algum tempo mas só hoje o vi.
Coloco aqui para partilhar convosco a mensagem do anúncio e perguntar: Afinal, quem serão os animais irracionais???????



Se nós desistirmos, eles desistem
Parem o aquecimento global

If you give up, they give up
Stop global warming

sábado, 27 de setembro de 2008

Exteriorização I

Mudo sempre de canal cada vez que o senhor Sócrates surge na televisão… já não consigo nem ver nem ouvir!!!! Apetece-me é dar-lhe um Choque Tecnológico, mete-lo numa Banda Larga e carregar na tecla Esc… Escape daqui para fora!
Será que sou a única?

Paul Newman



Paul Newman morreu esta sexta feira de cancro no pulmão, dia 26, aos 83 anos na sua casa Westport, Connecticut (Estados Unidos América).
Foi actor, realizador, argumentista, produtor e também piloto de carros de corrida.

Participou em filmes como “Gata em Telhado de Zinco Quente” (Cat on a Hot Tin Roof), “Exodus”, “Dois Homens e Um Destino” (Butch Cassidy and the Sundance Kid) e “O Veredicto” (The Verdict) entre outros.

Fundou a Newman’s Own Foundation, com a qual financiava várias organizações de caridade e humanitárias. Newman fundou ainda a Hole in the Wall, uma organização que oferecia férias de Verão a crianças de todo mundo que sofriam de doenças graves.

Deixo aqui a minha homenagem a este grande senhor.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Charlie Chaplin


Charlie Chaplin nasceu em Londres no dia 16 de Abril de 1889 e faleceu no dia de Natal de 1977. Foi actor, autor, realizador, produtor e compositor musical.
O personagem mais conhecido que ele criou foi Charlot, o Vagabundo (Litlle Tramp) que com o seu chapéu de coco, roupas desgastadas, bigode pequeno, bengala e seu andar característico encantou multidões.
O Miúdo (The Kid), A Quimera do Ouro (The Gold Rush), Luzes da Cidade (City Lights), Tempos Modernos (Modern Times), e tantos outros filmes inesquecíveis fizeram-nos rir e chorar.


O Grande Ditador (The Great Dictator)

O Grande Ditador (The Great Dictator – 1940) foi um filme contra o fascismo que imperava na altura na Europa, mais em concreto contra Adolf Hitler. O discurso que a sua personagem faz no fim do filme é maravilhoso. Escutem muito bem as suas palavras.
Charlie Chaplin era person non grata nos Estados Unidos, considerado por muitos de comunista e simpatizante da União Soviética.
Em 1952 os Estados Unidos, aproveitando uma viagem que Charlie Chaplin fez à sua terra natal, proibiu o seu retorno ao não dar-lhe o visto, acusando-o de “actividades anti-americanas”. Era numa época de “caça às bruxas”, a era Macarthismo, encabeçada por J. Edgar Hoover.
Desde essa altura viveu na Suíça até à sua morte, só regressando aos Estados Unidos em 1972 para receber o Óscar, como prémio especial da Academia, onde foi aplaudido por mais de cinco minutos.
Também só em 1975, foi condecorado cavaleiro pela Rainha Elizabeth II. Embora tenha sido proposta pela primeira vez em 1956, foi vetada pelo departamento de imigração britânico, porque tal como nos Estados Unidos também Inglaterra acreditava que Chaplin era comunista.

A minha homenagem a este grande senhor.




Música - Smile (do filme Tempos Modernos)

Smile, though your heart is aching
Smile, even though it’s breaking
When there are clouds in the sky
you’ll get by
If you smile through your fear and sorrow
Smile and maybe tomorrow
You’ll see the sun come shining through
for you

Light up your face with gladness
Hide every trace of sadness
Although a tear may be ever so near
That’s the time you must keep on trying
Smile what’s the use of crying
You’ll find that life is still worthwhile
If you’ll just
Smile

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Sesimbra

Sesimbra
Entre o passado....


... e o presente.

Fotos: Smile

terça-feira, 23 de setembro de 2008

A Tradudora

Desta vez escapamos à piadinha …. será que esqueceram-se de Portugal? :-)

Está demais!!!

video

sábado, 20 de setembro de 2008

Casamento Homossexual

“O PS está indisponível para dar a «luz verde» ao casamento homossexual pelo menos na presente legislatura, considerando que antes de se tomar qualquer medida neste sentido é preciso um amplo debate na sociedade portuguesa. Os socialistas ponderam mesmo impor disciplina de voto para chumbar as propostas do BE e do Partido Ecologista «Os Verdes».”

??? Indisponível ???
??? Será para a próxima legislatura ???
!!! Deve ser para ir votar neles !!!
??? Um amplo debate na sociedade portuguesa ???
!!! Estou mesmo a ver !!!
Debates !!! Fórum !!! Debates !!! Fórum !!!
Debates !!! Fórum !!! Debates !!! Fórum !!!
!!! Para a próxima !!!

“Manuel Alegre mostrou-se a favor da liberdade de voto na bancada do PS quando se falou em projectos favoráveis aos casamentos homossexuais. Contudo, o deputado socialista lamentou que a JS se preocupe apenas com questões fracturantes que estão na moda e não com questões sociais.”

!!! A favor da liberdade de voto… ao menos isso !!!
??? Na moda ???
??? Mas agora é moda ???
??? Mas é moda o quê ???
As questões sociais são muito importantes sim, não digo o contrário, mas…..
??? ... mas então fala-se quando ???

“O presidente do grupo parlamentar socialista indicou que ainda não foi decidido se haverá liberdade de voto na votação sobre os casamentos homossexuais. Alberto Martins indicou ainda que o facto de quatro deputados do PS terem votado contra o Código do trabalho não vai abrir qualquer «precedente».”

??? Ainda não foi decidido se haverá liberdade de voto ???
??? Mas não há liberdade ???
??? Mas não foi o Sr que foi preso por querer falar ao Presidente da República, Américo Tomás na Universidade de Coimbra, na depois chamada “Crise Académica” ???
??? Ficou com amnésia ou têm memória curta ???
??? Mas onde está essa liberdade que tanto lutou ???
??? Os deputados não podem votar como bem entendem ???

??? Porquê ???

Porque não há vontade política … porque simplesmente não querem!

terça-feira, 16 de setembro de 2008

O Mundo


"O Mundo é um belo livro, mas é pouco útil a quem não o sabe ler.”

“The world is a beautiful book, but of little use to him who cannot read it.”

Carlo Goldoni
Foto: Retirada daqui

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Coração Ateu




O meu coração ateu quase acreditou
Na sua mão que não passou de um leve adeus

Breve pássaro pousado em minha mão
Bateu asas e voou
Meu coração por certo tempo passeou
Na madrugada procurando um jardim
Flor amarela, flor de uma longa espera
Logo meu coração ateu

Se falo em mim e não em ti
É que nesse momento
Já me despedi
Meu coração ateu
Não chora e não lembra
Parte e vai-se embora

Maria Bethania

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

11 de Setembro de 1973

Salvador Allende


No dia 11 de Setembro de 1973 as forças armadas do Chile levaram a cabo um Golpe de Estado Militar dirigido pelo General Augusto Pinochet (que era considerado por Allende um militar leal) contra o presidente Salvador Allende, o primeiro líder marxista democraticamente eleito da América Latina nas eleições de 1970.
Salvador Allende morreu em condições ainda mal esclarecidas nesse mesmo dia (segundo testemunhas suicídio mas para muitos foi executado), durante o bombardeamento do Palácio de La Moneda.
Assumiu o poder uma junta militar, que, no plano político, decretou a ilegalização de todos os partidos e movimentos de esquerda e a suspensão de todas as actividades políticas. Augusto Pinochet Ugarte foi nomeado presidente e instaurou uma ditadura militar.
Augusto Pinochet teve o apoio do governo de Richard Nixon dos Estados Unidos da América.
Nos 17 anos que durou a ditadura de Pinochet, foram assassinadas milhares de pessoas, presas e torturadas. Muitas das vitimas simplesmente desapareceram sem deixar rasto e os seus familiares ainda hoje continuam por não saber nada delas e à espera que se faça justiça.



quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Silêncio e tanta gente




Às vezes é no meio do silêncio
Que descubro o amor em teu olhar

É uma pedra
Ou um grito
Que nasce em qualquer lugar

Às vezes é no meio de tanta gente
Que descubro afinal aquilo que sou
Sou um grito
Ou sou uma pedra
De um lugar onde não estou

Às vezes sou também
O tempo que tarda em passar
E aquilo em que ninguém quer acreditar

Às vezes sou também
Um sim alegre
Ou um triste não
E troco a minha vida por um dia de ilusão
E troco a minha vida por um dia de ilusão

Às vezes é no meio do silêncio
Que descubro as palavras por dizer
É uma pedra
Ou um grito
De um amor por acontecer

Às vezes é no meio de tanta gente
Que descubro afinal p'ra onde vou
E esta pedra
E este grito
São a história d'aquilo que sou


Maria Guinot

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Para não esquecer.

Fez no dia 1 de Setembro (1939) 69 anos que a Alemanha de Hiltler evadiu a Polónia. Para Hitler, a conquista da Polónia daria espaço vital ao povo alemão. Uma parte da Polónia ficaria para a União Soviética e a outra para a Alemanha Nazi (Pacto Soviético-Germânico / Molotov-Ribbentrop). Seria o inicio da Segunda Guerra Mundial.
Foi a guerra mais sangrenta e mais devastadora da história da humanidade. Seria uma guerra total. Os nazis e a sua máquina de terror, mataram e assassinaram centenas de milhares de pessoas só por serem diferentes nos Campos de Concentração (Auschwitz-Birkenau, Dachau, Treblinka, entre outros); judeus, comunistas, dissidentes políticos, homossexuais, minorias religiosas, polacos, soviéticos, ciganos e outros seres humanos indesejáveis para o regime nazi.





Também Estaline teria os seus campos de trabalho, mais conhecidos por Gulags na Rússia Central e na Sibéria para onde centenas de milhares de pessoas foram e de onde muitos nunca regressaram.

Quando acabou a Segunda Guerra Mundial, o Mundo acordou para uma realidade difícil de explicar e acreditar. O Ser Humano aprenderia a lição?


Passado estes anos todos vejo que não! Infelizmente! Existiu outras guerras depois da Segunda Guerra Mundial. Na Coreia, no Vietname, nos Balcãs, no Iraque, no Afeganistão…
Existiu outros genocídios… Bósnia (Balcãs), Darfur (Sudão), Ruanda… e continuam a existir genocídios…
Homicídios em massa, violações, tortura, fome e a imensa brutalidade desumana nas guerras civis tais como no Sudão e na Somália… e noutros locais deste planeta.

Porquê tanto ódio e tanta violência? Para quê? Até quando? Até não restar nenhum Ser Humano ao cimo da Terra?

"Na Alemanha, primeiro vieram buscar os comunistas, e eu não disse nada porque não era comunista. Depois vieram pelos judeus, e eu não disse nada porque não era judeu. Depois vieram pelos sindicalistas, e eu não disse nada porque não era sindicalista. Depois vieram pelos católicos, e eu não disse nada porque era protestante. Depois vieram por mim e, nessa altura, já não havia ninguém para erguer a voz."


PASTOR MARTIN NIEMOLLER (Sobrevivente do Holocausto)