sábado, 26 de dezembro de 2009

Saudades dos Natais de outrora...


... em que fazia o presépio e a árvore de Natal muito antes da época.
... em que ansiosamente esperava a chegada dos meus tios e primas.
... em que eu e uma das primas bebíamos vinho do Porto às escondidas e comiamos o bolo do rei mesmo sem vontade à espera que nos calhasse o brinde.
... em que o meu pai e tio nos mandavam falar mais baixo porque estávamos a fazer barulho demais e nós continuavamos na nossa.

Saudades dos Natais de outrora...

... em que não havia presentes porque o dinheiro não abundava mas havia alegria, risos, cantoria, música e dança.
... em que a nossa casa se transformava numa sala de baile e os vizinhos não batiam à porta.
... em que via os meus pais a dançar o tango, a valsa, o paso doble e que bem que dançavam.
... em que a minha mãe cantava, e se cantava!

Saudades de tudo isto e muito mais, mas principalmente saudades de minha mãe.

E essa saudade desses natais viverá para sempre na minha memória.


White Christmas - Bing Crosby

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Esta bida...

... de fazendeira e afins tá a dar cabo de mim... lá lá ri lá lá... :P :-D

Existem coisas mais importantes na bida que passar a bida a clicar no ratinho.... ahhh... pois existem, sim!! ;-) :-)

Sitiados – Vida de marinheiro

domingo, 29 de novembro de 2009

E se de repente te oferecerem...

... bolos, bolinhos e bolitos na pastelaria que frequentas... será Impulse??? :-D

É que isto ultimamente vai lá vai!! Devo ter cara de gulosa (que por sinal até sou... rsrs). É que ainda por cima são ofertas de duas pessoas diferentes!! :P :-D

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Se as minhas mãos pudessem desfolhar



Eu pronuncio teu nome
nas noites escuras,
quando vêm os astros
beber na lua
e dormem nas ramagens
das frondes ocultas.
E eu me sinto oco
de paixão e de música.
Louco relógio que canta
mortas horas antigas.

Eu pronuncio teu nome,
nesta noite escura,
e teu nome me soa
mais distante que nunca.
Mais distante que todas as estrelas
e mais dolente que a mansa chuva.

Amar-te-ei como então
alguma vez? Que culpa
tem meu coração?
Se a névoa se esfuma,
que outra paixão me espera?
Será tranqüila e pura?
Se meus dedos pudessem
desfolhar a lua!


Federico Garcia Lorca


Foto: J B Ellis

domingo, 22 de novembro de 2009

Confusion

Este mapinha aqui ao lado é um enganador... ah pois é!! Ora diz-me que estou no Porto, depois que estou em Alcácer do Sal e depois lá volto de novo a Lisboa. Devo ser uma pessoa muito viajada sem sair do lugar!! :-D :-D.
Ou então o meu blogue está em represália comigo por eu estar um pouco ausente nestas lides blogueiras. Ora querem ver que tem vontade própria ?!?!?! :P :-D
Está cá a parecer que os satélites andam confusos... andam... andam!!! :-D ;-)






sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Do you remember?

Joe Dassin - Et si tu n'existais pas


Et si tu n'existais pas
Dis-moi pourquoi j'existerais.
Pour traîner dans un monde sans toi,
Sans espoir et sans regrets.
Et si tu n'existais pas,
J'essaierais d'inventer l'amour,
Comme un peintre qui voit sous ses doigts
Naître les couleurs du jour.
Et qui n'en revient pas.


Et si tu n'existais pas,
Dis-moi pour qui j'existerais.
Des passantes endormies dans mes bras
Que je n'aimerais jamais.


Et si tu n'existais pas,
Je ne serais qu'un point de plus
Dans ce monde qui vient et qui va,
Je me sentirais perdu,
J'aurais besoin de toi.


Et si tu n'existais pas,
Dis-moi comment j'existerais.
Je pourrais faire semblant d'être moi,
Mais je ne serais pas vrai.
Et si tu n'existais pas,
Je crois que je l'aurais trouvé,
Le secret de la vie, le pourquoi,
Simplement pour te créer
Et pour te regarder.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

E por falar em casamentos...

Mais logo no Programa Prós e Contras da RTP o tema é o Casamento Polémico... ou seja, o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Mas porque polémico?

A Igreja agitou-se quando o assunto voltou de novo a ser discutido nas eleições e agora prestes a ser na Assembleia da República. A igreja é contra o casamento de pessoas do mesmo sexo no registro civil.
Mas esperem um pouco!!!
Não é esta mesma igreja que foi contra o casamento no registro civil quando ele foi implantado, pois o que contava era o casamento pela santa madre igreja?
E foi esta mesma igreja pela voz de um padre que disse à minha mãe (os meus pais eram casados só pelo registro civil), quando ela esteve internada num hospital às portas da morte, que ela era casada pela lei do diabo e o que valia era a união pela igreja e por isso é que ela estava a sofrer?

Essa mesma igreja agora preocupa-se imenso com casamento civil. Mas será que o casamento civil só conta quando lhes convém?

Pergunto de novo: mas porquê POLÉMICO? Continuo a não entender o porquê de tanto esforço de algumas pessoas (e não só a igreja) a impedir outras de serem felizes!!

Nota de rodapé: De algum modo quero generalizar a situação vivida pela minha mãe e o quão esse senhor padre fez sofrer uma pessoa frágil que por si só já estava a sofrer, porque depois conheci outro padre que foi mais sensato e ajudou a minha mãe por ela ter ficado tão perturbada.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Do you remember?

Quem se lembra desta musiquita?
Lembro-me de escutar daqueles bailericos dos bombeiros e de outras associações.
E lá ia eu mais as minhas primas ao bailerico... elas todas encantadas porque iam dançar com os rapazes e eu ficava num banco porque não achava nenhuma graça aquilo :-P :-D

E havia outras!! Depois vou postando aqui! Muito lamechas não é? Mas que traz boas recordações da adolescência. :-D

Century - Lover Why

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

... MUROS...


Faz hoje 20 anos que o Muro de Berlim foi derrubado permitindo o livre trânsito entre Berlim Oriental e Berlim Ocidental... era o inicio do fim de um regime autoritário e opressor.

Mas ainda hoje, em pleno século XXI, existem muros de betão (EUA/México e Israel/Cisjordânia) e muros invisíveis para serem derrubados, os muros da intolerância, ignorância, mesquinhez, arrogância... até quando estes muros irão persistir?

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

‘Contabilisticamente falando’

Nosso relacionamento (familiar, amoroso e/ou amigável) com as pessoas é como crédito ou débito em conta desse relacionamento, desejando que o resultado do balanço não seja negativo (porque quando as pessoas nos desiludem não há orçamento que resista).



Nota de rodapé: Isto de passar a semana toda em formação à volta dos números deu-me para falar como uma 'contabilista'!! :P :-D

domingo, 1 de novembro de 2009

Odes de Mitilene


Orlando Neves - Odes de Mitilene

... ...

A doçura do amor ultrapassa todas as coisas.
Quem não conheceu o beijo de Cípris
não sabe distinguir, entre as flores, as rosas.

... ...

Assumamos o corpo e o
prazer, bebamos no elmo
de bronze o vinho e os
cheiros do fogo.

... ...

O primeiro fogo vela este claro azul
onde o coração de uma ave
é no meu corpo compasso de cadência.
Chegasse a luz e ele saberia
quão breve é a morada do sol
nas mãos abertas ao espaço,
limpo de tudo o que foi dito,
a eternidade da admirável calmado tempo para viver.
Outra é, além do fogo e do azul, da linha
turva do voo, a inocência que demora
no odor da névoa ou no olhar manso
do falcão pousado no cume
da duna. Como o pão que se come,
sob a magoada música do vento,
no rebordo de uma pedra, quando
o verão cai, entre as folhas e o pó,
tu existes como se o tempo fosse
presença pura do erro de sermos
palavra viva na terra núbil.

... ...

E o desejo de amar e o desejo de mar
no seu mais belo canto Safo cantava.
Oh, quanto no meu coração tarda
o que o seu canto louvava.


Foto: Stig P

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Quem se lembra? :-)


Pois é!! Tenho aqui em casa!! As saudades que eu tinha deste sabor! Foi há tanto tempo que nem sabia que ainda existia no mercado! Mas foi difícil encontrar. E só consegui porque em conversa na mercearia aqui do bairro foram de propósito trazer para mim!! A dona da mercearia não foi uma querida? :-)

Muita farinha 33 e farinha Amparo comi quando era miúda. :-D

Alguém se lembra?


terça-feira, 27 de outubro de 2009

Há uns tempos para cá!!! :P



Estou cansada de números, taxas, percentagens e etc e tal!!! Nem sempre se faz aquilo que mais gostamos!! Mas a necessidade e a vida assim obrigam!
O que eu gostava (e continuo a gostar) era de História, investigação arqueológica... trabalhar com espátulas, pinceis e escovas na mão, à descoberta do desconhecido!! Mas na volta estou na investigação de números e afins... sem aventura nenhuma !!! :P

Já me estava a ver uma “Indiana Jones” de saias, mas sem chicote na mão!! :-)






Nota de rodapé: Quem quiser comprar a farda pode ver aqui... já que estamos perto do Halloween :P


domingo, 25 de outubro de 2009

Para os/as fãs do Dr House.

Deve ser um novo aroma de perfume!!! :-D :-D

video

Uma excelente semana para todos/as. ;-) :-)

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Para ti


Foi para ti
que desfolhei a chuva
para ti soltei o perfume da terra
toquei no nada
e para ti foi tudo
Para ti criei todas as palavras
e todas me faltaram
no minuto em que talhei
o sabor do sempre



Para ti dei voz
às minhas mãos
abri os gomos do tempo
assaltei o mundo
e pensei que tudo estava em nós
nesse doce engano
de tudo sermos donos
sem nada termos
simplesmente porque era de noite
e não dormíamos
eu descia em teu peito
para me procurar
e antes que a escuridão
nos cingisse a cintura
ficávamos nos olhos
vivendo de um só
amando de uma só vida.

Mia Couto


Foto: Katerina Lomonosov


terça-feira, 20 de outubro de 2009

Do avesso!!


Acordar ensonado e olho para o relógio... mais um bocadinho e viro para o outro lado. O dito relógio canta de novo!!! Bolas!! Não se cala!! Não, já não dá para ficar mais um pouco na ronha... o trabalho me espera!! :P
Saio de casa de passo apressado em direcção ao metro... é lá... um lugarzinho... coisa rara em mim; eu que fico sempre de pé!! Sempre dá para fechar um pouquinho os olhos!! :-D
Abro os olhos!! Onde estou?? Só passou uma estação?!?!? Olho em frente!! Um rapaz olha fixamente para mim!!! Fecho de novo os olhos, mas abro de seguida!! O rapaz fixa o olhar no meu e sorri!!! “Mau!!! Querem ver!! Outro a pensar que sou a
Margarida!!” :-D
Ele se aproxima e diz baixinho (com receio que os outros passageiros ouçam):
“Posso lhe dizer uma coisa? Não me leve a mal!!”
Pode, digo eu a pensar mil e uma coisas!!! :P
“É que tem a blusa do avesso!!!”
Dou uma sonora gargalhada e ele não esperado essa minha reacção também retribui.
O que vale é que estou a chegar ao meu destino senão não parávamos de rir!!!

Nota de rodapé: Isto aconteceu no final da semana passada. Isto de estar até tarde nas net’s e afins têm o seu preço!! Ando com uma soneira ou será distraída?!?!?! :-P :-D

domingo, 18 de outubro de 2009

Música do Mundo


Mor Karbasi é uma cantora do mundo. Quem não sabe dificilmente se apercebe que quem canta aqui o fado“Rua do Capelão” é uma voz israelita.
Esta impressionante voz canta com alma e sentimento. Não é preciso ser portuguesa para cantar o fado, é só senti-lo.

Simplesmente lindo!!


Mor Karbasi - "Rua do Capelão"

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Parabéns....

... a mim... por me aturar há já 43 anosssssss!!! :-P :-D :-D

Tem sido muito difícil aturar-me... vai lá vai!!! :-D :-D


Foto: Smile da Smile :-)


Nota de rodapé: Em bebé era uma fofinha não era??? :-D :-D


segunda-feira, 12 de outubro de 2009

“Mais vale um silêncio certo que uma palavra errada.” *


(Quando existem palavras e atitudes que nos magoam.)




Pela resposta em palavras que não disse... Pelas atitudes que não tive...
Com razão ou sem ela... Mas reflectidas... Silenciei...
Ficaram perdidas no passado e silenciadas.
Porque por vezes existe momentos na vida em que devemos deixar o silêncio falar.

“... é mais fácil a gente se arrepender de uma palavra dita do que de um silêncio...” *

Deito-me com a consciência tranquila.

* Padre Fábio de Melo

Foto: Alberto G. Baccelli

domingo, 11 de outubro de 2009

Stephen Gately

Faleceu este sábado durante o sono Stephen Gately, membro da banda Boyzone.
Stephen tinha assumido a sua homossexualidade em 1999 e era casado com o seu companheiro Andrew Cowles.
A minha indignação e repugnância vai para alguns comentários abusivos e para a falta de respeito pela liberdade e dignidade de um ser humano acabado de falecer (por exemplo:
aqui).

Fica aqui a minha homenagem e respeito.

BoyZone - Better



sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Just Dance

Ok, eu sei... não é nada de especial, não é nenhum Best-seller musical e muito menos de letra... mas esta música dá-me vontade de dançar... que hei-de fazer senão dançar?!?! :-D


“Apenas dance vai ficar tudo bem” :-D ;-)

Um bom fim de semana.


Lady GaGa - Just Dance

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Já “cheira” a Natal.


Uma brisa fresca já se sente no rosto e os dias de sol são menores.
A Pastelaria que frequento já vende Bolo de Rei, Bolo Rainha e Sonhos...


... e também Sonho! :-)


... e as minhas colegas não param de falar nas compras de Natal!! :P

Prontos!!!
Já começou a corrida às compras e a “lenga e lenga” das colegas!!! :P :-D

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Nas paredes de Lisboa...

... existe sempre uma mensagem!

Mais palavras para quê?




Fotos: Smile


terça-feira, 6 de outubro de 2009

"Estranha forma de vida"

Sabiam que a Canção do Mar (inicialmente “Solidão”) interpretada por Amália tinha uma letra diferente do que foi cantada, por exemplo, por Dulce Pontes?
E já alguma vez a escutaram a cantar “Aranjuez, Mon Amour” (em francês e português)?
E “L’important c’est la rose”?


Quis de algum modo fazer uma selecção bem diferente do que estamos habitualmente a ouvir.

Aqui fica a minha singela homenagem à grande Senhora do Fado
Amália Rodrigues.


Amália Rodrigues - "Solidão" ("Canção do Mar")

Amália Rodrigues - "Aranjuez Mon Amour"

Amália Rodrigues - "Em Aranjuez Com o Teu Amor"

Amália Rodrigues - "L'Important C'Est La Rose

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Dancing

Dancing... Dancing... estive lá sim... na Lesboa Party e em excelente companhia e às quais agradeço desde já o convivio. Durante a noite fomos encontrando caras conhecidas e simpáticas. Foi uma noite muito agradável cheio de gente bem disposta.
Quando estava a “abanar o capacete” veio à idéia o meu pai e a minha mãe e o quanto eles dançavam bem. Sim, que eu limito-me a abanar para um lado e para o outro :-D :-D
Mas cada geração tem a sua maneira diferente de dançar e hoje em dia há quem dance tão bem como as gerações passadas.
Mas não queria deixar de colocar aqui uns dançarinos que foram muito famosos no seu tempo, mas cá para nós... estes dançarinos são intemporais.

Vale a pena ver até ao fim nem que seja pela dança... e também pela música que é linda.


Quem me dera dançar assim!! :-D :-D

Fred Astaire and Ginger Rogers – Dancing cheek to cheek


Heaven, I'm in Heaven,
And my heart beats so that I can hardly speak;
And I seem to find the happiness I seek
When we're out together dancing, cheek to cheek.


Heaven, I'm in Heaven,
And the cares that hung around me thro' the week
Seem to vanish like a gambler's lucky streak
When we're out together dancing, cheek to cheek.


Oh! I love to climb a mountain,
And to reach the highest peak,
But it doesn't thrill me half as much
As dancing cheek to cheek.


Oh! I love to go out fishing
In a river or a creek,
But I don't enjoy it half as much
As dancing cheek to cheek.


Dance with me
I want my arm about you;
The charm about you
Will carry me thro' to Heaven


I'm in Heaven,
and my heart beats so that I can hardly speak;
And I seem to find the happiness I seek
When we're out together dancing cheek to cheek.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Confusões matinais :P


Hoje na rua uma mulher confundiu-me com alguém de nome Margarida (que até tinha estado comigo em Chaves com um grupo de amigos) e por mais que eu lhe dissesse que nem me chamava Margarida, que nunca estive em Chaves e muito menos a conhecia mais ela teimava.

Tenho cá impressão que ela saiu de casa sem óculos ou sem lentes de contacto.... e a míope sou eu!! :P

Foto: B Latta



domingo, 27 de setembro de 2009

Sinfonia


Meu coração, na incerta adolescência, outrora,
Delirava e sorria aos raios matutinos,
Num prelúdio incolor, como o alegro da aurora,
Em sistros e clarins, em pífanos e sinos.


Meu coração, depois, pela estrada sonora
Colhia a cada passo os amores e os hinos,
E ia de beijo a beijo, em lasciva demora,
Num voluptuoso adágio em harpas e violinos.


Hoje, meu coração, num scherzo de ânsias, arde
Em flautas e oboés, na inquietação da tarde,
E entre esperanças foge e entre saudades erra...


E, heróico, estalará num final, nos clamores
Dos arcos, dos metais, das cordas, dos tambores,
Para glorificar tudo que amou na terra!

Olavo Bilac - Sinfonia

Foto: Haleh Bryan

sábado, 26 de setembro de 2009

E por falar em votar!

Sempre achei curiosa esta dança das cadeiras no parlamento! Tanto corre-corre para se sentarem ou do lado esquerdo ou do lado direito. Porquê este ‘corridinho’? Qual o motivo de os partidos políticos de ideologia de esquerda ficarem sentadinhos nas cadeiritas do lado esquerdo e os partidos de direita sentadinhos nas cadeiritas lado direito do Parlamento? Qual a origem desta situação?

Muito resumido é mais ou menos assim: tem origem na Revolução Francesa. Isto tudo porque na Assembleia Nacional os lugares defensores da monarquia absoluta ficavam à direita (conservadores, os que queriam manter os privilégios e manter tudo na mesma) do presidente da Assembleia (o Rei) e os defensores da monarquia constitucional (os que defendiam reformas mais radicais e mudanças) à sua esquerda. Acho que poderíamos aprender muito com a Revolução Francesa; o porquê da Revolução... mas isso ficará para um dia destes.

Mas chega de explicações. Amanhã é dia de eleições para a Assembleia da República e por isso com o Cartão de Eleitor e o Bilhete de Identidade (para os mais modernaços... o Cartão Único) na mão votem de acordo com a vossa consciência, marquem a vossa presença no boletim de voto seja ela qual for e não queiram que decidam por si.




quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Do you remember?

Ainda na onda da música dos anos 70’s e 80’s do fim de semana passado, aqui fica mais uma que ouvi um dia destes na rádio. Quem se lembra???? :P


Airport - The Motors

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Chegou a minha vez. :-P


Prontos... tardou mas chegou... estou constipada... não não é a “porca”... não tenho febre e outras coisas e tal... mas que é uma grande porcaria estar constipada lá isso é!! Livra... já estou cansada de tantos espirros e lenços de papel... ai a minha garganta... lá vou eu ter de ficar rouca... já não vou poder cantar o fado!! :-P

P.S.:
E o mais caricato é as pessoas no metro a olhar de esguelha para mim e afastarem-se...
... acho que vou colocar um cartaz a informar que não é a gripe A.
É pá!! Na volta até os ladrões se afastam.. rsrsrs

Adenda:
Fiquei aqui a pensar com os meus botões e lenços de papel...
... acho que se comesse aquela francesinha ficava curada de vez... rsrsrs

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Momentos


Mais um fim de semana passado em boa companhia com momentos de boa disposição; teatro (Monólogos da Vagina), dança (ao som de música dos anos 70’s, 80’s e 90’s), conversar, comer, conversar, comer... e claro sorrir... estava tudo incluindo no conbibio. :-)
E eu tive o momento mais picante da noite e quiçá do fim de semana... Ter comido uma
francesinha.... ora pois... ora se foi!!! :P :-D :-D
Mas o mais importante foi os momentos de conbibio onde mais uma vez juntou pessoas lindas e simpáticas.
Os meus agradecimentos às anfitriãs e restantes meninas pelo excelente conbibio que mais uma vez proporcionaram.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Have Fun

Finalmente fim de semana!!

E porque também é necessário e faz bem ao corpo e à alma “to have fun” aqui vou eu de fim de semana por terras (por aqui e acoli) nunca antes navegadas. :-D :-D ;-)

Um bom fim de semana.

Cyndi Lauper – Girls just want to have fun

"That's all they really want

Some fun

When the working day is done

Girls they want to have fun

Oh girls just want to have fun"

domingo, 13 de setembro de 2009

Life



Não deveríamos correr, mas sim caminhar na VIDA...
... para saborear cada momento.

Foto: Alexandre Quillet

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Cartas à moda antiga.



Quem se lembra daquelas cartinhas que recebíamos por correio do nosso amor, dos familiares e das amizades? E quem se lembra de escrevê-las? Há quanto tempo não escreve uma com a sua letra? Sim, com a sua letra e não por computador?!?!

Hoje temos e-mails, messenger’s, google talk’s, sms’s e blogues e outros termos estrangeirados, siglados e abreviados... nos tempos que correm (sim, correm que hoje é tudo a correr porque não há tempo a perder) a comunicação ficou muito mais fácil, rápida e eficaz, que até podemos ver e ouvir a pessoa no momento em que escrevemos ou falamos; é bem verdade e nada contra, antes pelo contrário... mas digam-me... às vezes não gostariamos de receber uma carta à moda antiga com aquele papel escolhido ao pormenor, com a letra do nosso amor e sentir o aroma de um perfume... de preferência o aroma do perfume do nosso amor?

E porque não fazer isso de quando em vez? Escrever uma carta às pessoas de quem mais gostamos, seja ao nosso amor, familiar ou amizade?
À moda antiga... à mão com a nossa letrinha, num papel bonito escolhido por si e até perfumado. E claro está... também receber. ;-)

E dizer simplesmente...
EU GOSTO MUITO DE TI
ou
EU AMO-TE.

Foto: Desconheço o/a autor/a

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Metade

Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo em que acredito não me tape os ouvidos e a boca.
Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio.

Que a música que eu ouço ao longe seja linda, ainda que entristeça.
Que a mulher que eu amo seja para sempre amada, mesmo que distante.
Porque metade de mim é partida e a outra metade é saudade.

Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor.
Apenas respeitadas como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos.
Porque metade de mim é o que eu ouço e a outra metade é o que calo.

Que essa minha vontade de ir embora se transforme na calma e na paz que eu mereço.
Que essa tensão que me corrói por dentro seja um dia recompensada.
Porque metade de mim é o que penso, mas a outra metade é um vulcão.

Que o medo da solidão se afaste, que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso que eu me lembro de ter dado na infância.
Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade eu não sei...

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria para me fazer aquietar o espírito.
E que o teu silêncio me fale cada vez mais.
Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço.

Que a arte nos aponte uma resposta, mesmo que ela não saiba.
E que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer.
Porque metade de mim é a platéia e a outra metade é a canção.


E que minha loucura seja perdoada.
Porque metade de mim é amor...
e a outra metade... também!!!

Metade de Oswaldo Montenegro



quarta-feira, 2 de setembro de 2009

The Return to Innocence

Por vezes... sinto-me assim!
Chapinhar na água... saltar... correr… brincar... sentir-me novamente criança e dançar livremente como uma brisa nos campos verdejantes e à beira do mar, sem me preocupar o que possam pensar... “Don't care what people say, Just follow your own way”
E quem não gosta?

Return To Innocence - Enigma

Love
Devotion
Feeling
Emotion

Don´t be afraid to be weak
Don´t be too proud to be strong
Just look into your heart my friend
That will be the return to yourself
The return to innocence

If you want, then start to laugh
If you must, then start to cry
Be yourself don´t hide
Just believe in destiny
Don´t care what people say
Just follow your own way

Don´t give up and use the chance
To return to innocence
That´s not the beginning of the end
That´s the return to yourself
The return to innocence

That's the return to innocence

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Perdão...


"Perdão não muda o passado, mas engrandece o futuro."

"Forgiveness does not change the past, but it does enlarge the future."

Paul Boese


... porque a mágoa envenena o coração!

Foto: Escultura de Bronze de Françoise Naudet – Le Pardon