segunda-feira, 3 de março de 2008

Raiz

Passei pelos campos
A sós comigo
Procurando o nada
Que tinha dentro de mim

Avistei na sombra
Uma pequena flor
Brilhante como as estrelas
Bela como um olhar

Desejei colhê-la
Mas ela disse, serena:
É para murchar
Que devo ser quebrada?

Retirei-a
Com todas as raízes
Levei-a para o jardim
Da casa formosa

E plantei-a de novo
Num lugar calmo;
Agora ela cresce intensamente
E não cessa de florir.


Goethe


Para ter a flor não é necessário arrancá-la mas sim retirar com doçura a flor pelas suas raízes para que a sua vida não seja destruída e plantá-la num local em que todos os dias possa ser observada e amada.

Com amizade

Smile

Foto retirada do site Olhares.com (Autor: Manuel Ribeiro)

6 comentários:

GoldenWriter disse...

Belo poema e bela foto. Se tudo por ser belo fosse colhido, sem cuidar, sem preservar, sem respeitar, sem amar; para onde caminhariamos?

Beijos

Smile disse...

Hello Goldenwriter
é bem verdade sim. Temos que cuidar, estimar, preservar ...para termos um presente e um futuro melhor.

Bjs e Smiles

RV disse...

cuidar... como diz o "principezinho",

:)

Smile disse...

Olá rv,
agradeço a sua visita. Volte sempre.
Smile

lisse disse...

Amar é contemplar, respeitando as raízes e a forma.
Gostei da delicadeza e da doçura com que o descreveste.
Noite boa
Beijo para ti

Smile disse...

Lisse
Eu amo a Natureza… temos que cuidar dela para que ela também cuide de nós. Infelizmente há quem se esqueça disso.
Obrigada mais uma vez pela tua presença. :-)
Bjs e uma boa noite pra ti também