domingo, 8 de fevereiro de 2009

As pessoas

Quanto mais conheço algumas pessoas mais desiludida eu fico. Como é que alguém consegue mudar assim tanto num curto espaço de tempo? Ou será que foi sempre assim e eu apenas não via?

Eu dou muito valor à amizade e fico magoada com algumas atitudes.

Eu tinha uma colega (e ainda tenho) que acima de tudo era uma amiga. Frequentávamos a casa uma da outra. Eu era sua ouvinte e vice-versa.

Num curto espaço de tempo ela foi convidada a desempenhar uma função de mais responsabilidade. De inicio ficou apreensiva e veio pedir a minha opinião. E eu, como não poderia deixar de ser, dei o meu apoio e disse-lhe para aceitar e que era uma oportunidade única.

A minha opinião talvez não tivesse pesado na sua decisão, mas ela acabou por aceitar. Até aqui nada de novo. Novidade seria depois as atitudes dela perante mim e os outros colegas.

De início levei para um momento de mais nervosismo e não tive isso em conta, mas quanto mais o tempo passava mais ela mudava. Começou a ficar fria e distante. Trava-me como se eu fosse uma estranha e com indiferença, uma simples colega de trabalho em que ainda não conhecemos e nem confiamos bem. Até houve uma vez que indirectamente me chamou de burra! Seria só comigo?

Depois os outros colegas começaram a comentar as atitudes dela e para ser sincera eles tinham total razão. A sua mudança não era só comigo mas também com alguns colegas. Mas eu mantive o silêncio; a minha opinião só a mim dizia respeito.

Com o passar do tempo acabei eu por me afastar. Hoje é como se fosse uma simples colega que eu não conheço nem confio, falando com ela só em assuntos de trabalho... e chega!!

E eu?? Eu continuo a não entender a mudança que algumas pessoas têm ou porque desempenham funções de responsabilidade, tenham ou não curso superior, ou porque simplesmente pensam que são superiores aos outros.

Não devemos avaliar as pessoas pela sua posição mas sim pelo seu interior. Mas infelizmente não é assim.

O que desejo a essa minha colega é toda a sorte do mundo que ela possa desejar a ela própria, mas principalmente que desperte para a vida e que re(lembre) que o mais importante não é a posição que possamos ou não exercer mas sim o contacto entre o ser humano.

7 comentários:

Poppie disse...

como te entendo! mas se ela é assim... também não vale a pena a amizade.
bj

Dantins disse...

Eu acho que as pessoas não mudam, apenas se revelam.
Amigos assim não nos fazem falta.
Bjos

maripoza disse...

Concordo com a Dantins, amigos/as assim não nos fazem falta nenhuma.

A vida dás muitas voltas... e "What goes around, comes around".

Mantém-te fiel a ti própria e aos teus princípios. Isso é que é importante.

beijo esvoaçante

Smile disse...

Poppie
Já não vale mesmo a pena… se ouvisses a maneira como fala comigo… de superioridade… Pfumm!!! Penso que amizade sincera nunca existiu. Enfim!!
Beijocas

Dantins,
É isso mesmo… revelou-se; penso que esteve sempre lá… apenas eu não via, porque acredito nas pessoas e na amizade… acho que sou uma naïf!
Mas que fiquei magoada lá isso fiquei… mas como disse à Poppie… acho que amizade sincera nunca existiu.
Beijocas


Maripoza
Curioso falares isso “What goes around, comes around”… já não é a primeira pessoa que me diz isso!
E acredita… Eu serei sempre a mesma e fiel àquilo que acredito… sempre hei-de manter a minha postura na vida com honestidade e respeito pelos outros.
Beijocas esvoaçantes

Incapaz disse...

"Ou será que foi sempre assim e eu apenas não via? "

E eu pergunto:
Ou foi sempre assim e nunca quisémos ver?

Não pude deixar de ver o VFX

Pedrasnuas disse...

Smile é o cargo a subir à cabeça!!!!Não és a única a passar por isso...há resmas de gente assim!!!!

Beijos Voadores

Smile disse...

Incapaz
Certíssimo… acho que por vezes aceitamos diversas situações como dado adquirido… infelizmente.
Bjs

Pedrinhas
É isso… e agora que acabou o curso ainda está pior… enfim!!!
Beijos Voadores